Chuvas intensas levam oito municípios do Maranhão a decretar emergência

Esse cenário afetou diretamente 438 famílias, deixando-as desabrigadas, além de desalojar outras 845 famílias.

As recentes e intensas chuvas que têm assolado o estado do Maranhão resultaram no aumento significativo do nível dos rios, provocando a declaração de situação de emergência em oito municípios.

De acordo com a Defesa Civil estadual, esse cenário afetou diretamente 438 famílias, deixando-as desabrigadas, além de desalojar outras 845 famílias.

Os municípios de Formosa da Serra Negra, São Roberto, São João do Sóter, Tuntum, Monção, Pindaré-Mirim, Conceição do Lago Açu e Trizidela do Vale enfrentam essa situação de emergência em decorrência das cheias dos rios Mearim, Pindaré e Itapecuru.

Nesta sexta-feira (22), o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) emitiu dois alertas abrangendo todo o estado, válidos até amanhã (23). Um desses alertas é de perigo potencial, prevendo chuvas entre 20 e 30 milímetros por hora (mm/h) ou até 50 mm/dia, acompanhadas de ventos intensos (40-60 km/h).

Há um risco moderado de ocorrência de cortes de energia elétrica, queda de galhos de árvores, alagamentos e descargas elétricas, especialmente nas regiões norte, leste, centro e sul do Maranhão.

O segundo alerta emitido pelo Inmet é de perigo iminente, indicando um volume ainda maior de chuvas, com índices entre 30 e 60 mm/h ou 50 e 100 mm/dia, associadas a ventos mais intensos (60-100 km/h).

Nesse caso, há um risco elevado de cortes de energia elétrica, quedas de galhos de árvores, alagamentos e descargas elétricas, principalmente nas regiões norte, oeste e centro do estado.

Diante dessas condições adversas, a Defesa Civil enfatiza algumas medidas de segurança para os moradores, como evitar abrigar-se sob árvores durante rajadas de vento, devido ao risco de queda e descargas elétricas. Além disso, recomenda-se não estacionar veículos próximos a torres de transmissão e placas de propaganda, e, se possível, desligar aparelhos elétricos e o quadro geral de energia.

Em situações de emergência, a população é orientada a entrar em contato com a Defesa Civil (telefone 199) e o Corpo de Bombeiros (telefone 193) para obter assistência e suporte adequados.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Publicidade

Publicidade
Publicidade